Trabajo docente en la educación infantil: la participación de auxiliares de guardería

la participación de auxiliares de guardería

  • Gleiciele Magela de Almeida Universidade Federal do Espírito Santo
  • Valdete Côco Universidade Federal do Espírito Santo
Palabras clave: trabajo de docencia, educación infantil, auxiliares de guardería

Resumen

Este artículo sintetiza los resultados de una investigación que buscaba comprender cómo se gestiona el trabajo docente de las auxiliares de guardería con el de las profesoras, desde una perspectiva cualitativa exploratoria y a partir del análisis documental de la normativa que regula el trabajo docente de las auxiliares en el estado de Espíritu Santo, en el sureste brasileño. De acuerdo con los hallazgos, se informa que existe un reconocimiento y una valorización desigual entre docentes y auxiliares. En este contexto, las normativas reiteran que se ha configurado un trabajo docente dicotomizando entre las acciones de cuidar (atribuidas a las auxiliares) y las de educar (remitidas a las profesoras) en la educación infantil. Con ello, se destaca la lucha por condiciones de trabajo más igualitarias, con miras a fortalecer la aproximación entre las trabajadoras y, simultáneamente, la configuración de la docencia en la educación infantil, en el horizonte del compromiso con el desarrollo integral de los niños.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Bakhtin, M. M. (2006). Marxismo e filosofia da linguagem (12 ed.). São Paulo, SP: Hucitec.

Bakhtin, M. M. (2011). Estética da criação verbal (6. ed.). São Paulo, SP: Martins Fontes.

Cerisara, A. B. (2002). Professoras de educação infantil: entre o feminino e o profissional. São Paulo, SP: Cortez.

Côco, V. (2010). A configuração do trabalho docente na educação infantil. Artigo apresentado nos Congressos Ibero-Luso-Brasileiros de Política e Administração da Educação de 2010. Disponível em http://www.anpae.org.br/iberolusobrasileiro2010/cdrom/118.pdf

Côco, V. (2011). Experiências de atuação docente na formação inicial. Artigo apresentado no 25° Simpósio Brasileiro, São Paulo, Brasil. Disponível em http://www.anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/PDFs/trabalhosCompletos/comunicacoesRelatos/0527.pdf

Côco, V. (2009). Professores na educação infantil: inserção na carreira, espaço de atuação e formação. Artigo apresentado na 32ª Reunião da Associação Nacional de Pós- Graduação e Pesquisa em Educação, Caxambu, Minas Gerais, Brasil. Disponível em http://www.anped.org.br/sites/default/files/gt08-5363-int.pdf

Côco, V. (2012). Trabalhador docente na educação infantil no Espírito Santo. Em E. Bartolozzi, D. A. Oliveira, & L. F. Vieira (Eds.), O trabalho docente na educação básica: o Espírito Santo em questão (pp. 59–80). Belo Horizonte, MG: Fino Traço.

Conceição, G. P. (2010). Trabalho docente na educação infantil pública de Florianópolis: um estudo sobre as auxiliares de sala (Dissertação de Mestrado em Educação). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.

Lei nº 9.394 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional (20 de dezembro de 1996).

Lei n° 13.005 que aprova o Plano Nacional de Educação (25 de junto de 2014). Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm

Ministério da Educação. (2010). Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília, DF: MEC/SEB.

Motta, F. M. N., & Queiroz, I. L. (2015). Do outro que me constitui: o Proinfantil e a construção da identidade docente. Artigo apresentado na 37ª Reunião da Associação Nacional de Pós-Graduação E Pesquisa em Educação, Florianópolis, Brasil. Disponível em http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT08-3925.pdf

Oliveira, D. A. (2010). Trabalho docente. Em D. A. Oliveira, A. M. C. Duarte; L. M. F. Vieira (Org.). Dicionário de trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte, MG: UFMG/Faculdade de Educação.

Siller, R. R., & Côco, V. (2008). O ingresso de profissionais na educação infantil: o que indicam os editais dos concursos públicos. Artigo apresentado na 31ª Reunião da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação, Caxambu, Brasil. Disponível em http://31reuniao.anped.org.br/1trabalho/GT07-4250--Int.pdf

Tardif, M., & Lessard, C. O. (2013). Trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas (J. B. Kreuch, Trad.) (8. Ed.). Petrópolis, RJ: Vozes.

Vieira, L., & Souza, G. (2010). Trabalho e emprego na educação infantil no Brasil: segmentações e desigualdades. Educar em Revista, 1, 119–139.
Cómo citar
Magela de Almeida, G., & Côco, V. (2018, julio 29). Trabajo docente en la educación infantil: la participación de auxiliares de guardería. Actualidades Pedagógicas, 72(72), 97-117. https://doi.org/10.19052/ap.5221
Publicado
2018-07-29
Sección
Artículos